terça-feira, 13 de junho de 2017

As histórias originais que inspiraram as longas da Walt Disney Animation Studios


(Para quem sabe o que acontece nessas histórias, nas inapropriadas, para ser mais especifico, não se preocupem que não vou revelar nada disso).

“Visto que gostas do trabalho da Walt Disney Animation Studios, por acaso conheces as histórias que inspiraram essas longas?” Algum de vocês já deve ter perguntado. A resposta é: sim, conheço.

Na altura em que conheci melhor as longas da WDAS (Foi em 2011. Eu tinha, na altura, 17 anos), descobri que a maior parte dessas histórias em que são baseados são inapropriadas para crianças. No entanto, o próprio Walt Disney e a equipa da WDAS (desde que foi fundada até agora) modificava-as por uma razão que Walt diz: “Nós fazemos justiça nas nossas adaptações”. Nada contra o que o autor da história original, eventos reais ou mitologia cuja história ficou muito diferente nas adaptações Disney, porque o autor queria fazer assim ou aquilo aconteceu daquela maneira. Olhem que nenhum deles que esteve vivo para ver a adaptação Disney da sua história falou mal da adaptação Disney (tirando P.L. Travers com “Mary Poppins”, apesar que esse filme não foi produzido pela WDAS, pelo menos 100% cento, e ainda por cima que os livros em que o filme é baseado são para todas as idades).

Eu sempre penso desta maneira: “Ainda bem que a WDAS (ou a Disney em geral, se quiserem) não fez tal e qual como estava na história original e ainda bem que o estúdio consegue sempre fazer justiça nessas adaptações e trazer sempre filmes seguros para as famílias”. Mas depende se conseguem adaptar, porque há histórias que é impossível fazer algo para todas as idades (Exemplo mais obvio: “Game of Thrones”).
Eu digo isso de todas as adaptações da Walt Disney Animation Studios. Eu prefiro mil vezes as adaptações da WDAS do que as histórias originais e outras adaptações dessas histórias não-feitos pela Disney (metade das histórias só tem a adaptação da WDAS), tirando um bocado:


“Taran e o Caldeirão Mágico” (1985), o único dos clássicos da Disney que faz parte da “Era Sombria”.

Eu gosto do filme (deve ser o único da WDAS que com certeza não mostrava ás crianças por causa do seu conteúdo demasiado assustador), mas acho que os livros em que o filme é baseado, “As Crónicas de Prydain” de Lloyd Alexander, podiam ter uma nova adaptação (nem me importo que não seja feito pela Disney, apesar da Disney ainda ter os direitos dos livros), que explicasse coisas importantes dos livros que o filme animado teve que omitir.
No entanto, em 2016, foi anunciado que a Disney vai fazer uma adaptação live-action dos livros. Digo adaptação dos livros e não remake do filme animado, porque vão tentar ignorar o filme animado.  É bem provável que a adaptação pode seguir 2 caminhos:
  1. Ser o primeiro franchise live-action bem-sucedido da Disney baseado numa serie de livros popular entre os jovens, ao estilo de “Harry Potter” (2001-2011) e de “Os Jogos da Fome” (2012-2015).
  2. Uma tentativa fracassada de começar um franchise baseado numa serie de livros popular entre os jovens, como aconteceu com “Eragon” (2006) e “Eu sou o Numero 4” (2011).

Eu por acaso quero que siga o 1º caminho. Se não funcionou como filme da WDAS, talvez funcione como franchise live-action.
Portanto, sim, eu conheço as histórias que inspiraram os filmes da WDAS. E algum de vocês conhecia? Não me importo se não quiserem saber (especialmente as inapropriadas para crianças), ninguém é obrigado. E quais são as vossas expectativas quanto á adaptação live-action de “As Crónicas de Prydain” (isto é, se conhecerem os livros e/ou o filme “Taran e o Caldeirão Mágico”)? Escrevam nos comentários.

Sem comentários :